Premiados do 13 Festival de Cinema da Lapa

 

O 13º FESTIVAL DE CINEMA DA LAPA REVELA OS FILMES PREMIADOS


Em uma cerimônia online transmitida pelo Youtube  o 13º Festival de Cinema da Lapa revelou na última quarta-feira os filmes premiados nas mostras competitivas de sua edição 2020. 


Promovido pelo Instituto Histórico e Cultural da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, o evento é o segundo mais antigo do Paraná e um dos mais importante do Brasil, tendo em sua coordenação Maria Inês Borges da Silveira.


A exemplo de diversos festivais nacionais e internacionais, a edição deste ano aconteceu de forma híbrida, mesclando atividades presenciais e online. Pela primeira vez a cidade da Lapa recebeu um cinema drive in, com os melhores recursos de som e imagem, seguindo todos os protocolos de segurança recomendados.  As mostras online aconteceram graças a uma parceria com o Cine Passeio, de Curitiba. 


O Júri Oficial da Mostra Competitiva de Longas-Metragens  foi composto por Andrea Kaláboa, Valdelis Antunes, e Valeria Borges da Silveira e concedeu os seguintes prêmios:

 

- Melhor Filme – Três Verões

- Melhor Diretor – Sandra Kogut por Três Verões

- Melhor Roteiro – Sandra Kogut e Iana Cossoy Paro por Três Verões

- Melhor Fotografia – Felipe Meneghel por Lamento

- Melhor Montagem – Sergio Mekler e Luisa Marques por Três Verões

- Melhor Direção de Arte – Alex Rocca por Lamento

- Melhor Som – Miriam Biderman e Ricardo Reis por Vou Nadar Até Você

- Melhor Trilha Sonora – Zé Godoy por Vou Nadar Até Você

- Melhor Ator – Marco Ricca por Lamento

- Melhor Atriz – Regina Casé por Três Verões

- Melhor Atriz Coadjuvante – Veronica Rodrigues por Lamento

- Melhor Ator Coadjuvante – DJ Amorim por Os Espetaculares

-  Prêmio Especial do Júri – O Espetaculares

 

O Júri Oficial das Mostras Competitivas de Curta-metragem foi composto por Anne Lise Ale, Kariny Martins e E.M. Z. Camargo e premiou os filmes das seguintes categorias:

 

Curta-metragens Infantil

 

Melhor Direção - Bruna Schelb Correia por A vida é coisa que segue

Melhor Filme - Lily's Hair, dirigido por Raphael Gustavo da Silva

 

Curta-metragem Paranaense

 

Melhor Direção - William Oliveira por Aquele Casal

 

Melhor Filme - Meu coração é um pouco mais vazio na cheia, dirigido por Sabrina Trentim

 

 

 







 


Release primeiro dia do Festival

  


Iniciada a décima terceira edição do Festival de Cinema da Lapa.

A noite de abertura do 13° Festival de Cinema da Lapa, já pôde apontar o acerto da equipe com a escolha pelo drive-in.

Com foco na segurança de todos os participantes, a celebração da sétima arte neste atípico 2020, constrói um importante marco para o Município da Lapa.O evento se torna o primeiro festival paranaense a aderir o formato drive-in em sua realização.Além disso,  registra-se como pioneiro em drive-in na Lapa.

"São 13 edições de um evento que coloca a Lapa em posição importante dentro do audiovisual feito no Paraná", destacou a Superintendente de Cultura do Paraná - Luciana Casagrande Pereira, durante o discurso de abertura.

Ainda marcada por muitas emoções, a noite de quinta-feira, 03 de Dezembro, possibilitou que parte dos participantes pudessem assistir a um filme pela primeira vez dentro da comodidade do próprio carro.
O longa-metragem exibido ontem, "Três Verões", teve grande adesão da população, que com seus veículos movimentou o campo da Associação Recreativa da JBS.

"A persistência da Maria Inês Borges da Silveira, Coordenadora Geral do Festival de Cinema da Lapa, e sua equipe, fez com que o evento permanecesse".
Destacou o Prefeito da Lapa - Paulo Furiati.

O evento acontece de 03 a 09 de Dezembro, sendo possível assistir no drive-in (Associação Recreativa da JBS) até dia 06, e a outra parte da programação - online no site do Cine Passeio:
www.cinepasseio.org

O Festival é promovido pelo Ministério do Turismo, Instituto Histórico e Cultural da Lapa, Instituto Borges da Silveira, e conta com o patrocínio da Caminhos do Paraná, Governo do Estado, Copel, BRDE.
Apoio master:
Faculdade Fael, Fecomércio - SESC, Prefeitura Municipal da Lapa.
A produção do festival é feita pela A Labirinto, Duplo Produções, e Santa Bárbara.
A curadoria é do cineasta Fernando Severo.


A Superintendente de  Cultura do Paraná, Luciana Casagrande Pereira e Maria Inês Borges da Silveira Idealizadora e Coordenadora Geral do Festival de Cinema
Nesta foto Cassio Carneiro Presidente do Instituto Histórico e Cultural da Lapa, prefeito Paulo Furiati e Dr Luiz Carlos Borges da Silveira




Convite

  


FESTIVAL DE CINEMA DA LAPA De: 03 a 06 de dezembro
Realização: Instituto Histórico e Cultural da Lapa

O evento já é uma referência como um dos principais festivais do Cinema Nacional, e contará com uma programação gratuita e repleta de atrações.

Entre os dias 03 a 06 de dezembro, na histórica Cidade da Lapa, acontecerá o tradicional Festival de Cinema coordenado por Maria Inês Pierin Borges da Silveira.

Este ano com uma novidade, devido a pandemia do Coronavirus, para evitar aglomerações e para dar continuidade ao Festival o evento será realizado DRIVE-IN, no espaço da Recreação do JBS.

Os longas metragens, competitivos na categoria de melhor filme, serão exibidos com inicio às 20:00h.

Em parceria com o Cine Passeio de Curitiba, o Festival continuará de 06 a 09 de dezembro no formato “online” exibindo curtas metragens.
Maiores informações você obterá no site do Festival www.festivalcinemalapa.com.br e nas redes sociais do evento.

Filmes na Lapa no Drive-in:
19:00h – aberto diariamente os portões - Espaço Recreação JBS
19h45 – abertura diariamente com projeção da retrospectiva dos Festivais anteriores e das Oficinas realizadas durante os festivais.
Dia 03/12 – (quinta feira) – 20:00h – o filme “Três verões” direção de Sandra Kogut – classificação indicativa 12 anos.
04/12 – (sexta-feira) - 20:00h – o filme “Vou nadar até você” direção Klaus Mitteldor – classificação indicativa 16 anos
05/12 – (sábado)- 20:00h – o filme “Os Espetaculares” – direção Andre Pellenz - classificação indicativa 12 anos
06/12 – (domingo) – 20:00h – o filme “Lamento” direção Diego Lopes e Claudio Bitencourt - classificação indicativa 16 anos


Encerramento: Premiação para os três melhores filmes de celular “CELULAPA” participação da Faculdade FAEL – Premiação “Melhor Filme” devidamente escolhido por um júri.


O Festival conta com a curadoria do Cineasta Fernando Severo e com apoio do Governo do Estado através da Copel e da Sanepar; Caminhos do Paraná; BRDE; Fecomercio-SESC; FAEL-Faculdade Educacional da Lapa e Prefeitura Municipal da Lapa.
Produção de: Labirinto, Duplo e Santa Barbara Produções
Coordenação geral: Maria Inês Pierin Borges da Silveira

Programação 13º Festival de Cinema da Lapa

PROGRAMAÇÃO

O tradicional Festival de Cinema da Lapa, o segundo mais antigo do Paraná, retorna em 2020 renovado e com muitas atrações para o público. A exemplo de diversos festivais nacionais e internacionais, a edição deste ano vai acontecer de forma híbrida, mesclando atividades presenciais e online. Pela primeira vez a cidade da Lapa vai receber um cinema drive in, com os melhores recursos de som e imagem, seguindo todos os protocolos de segurança recomendados. E uma parceria inédita com o site do Cine Passeio, de Curitiba, vai permitir que uma boa parte da programação do festival possa ser assistida online.

Um dos principais objetivos do Festival de Cinema da Lapa é o de valorizar e difundir nosso cinema, proporcionando ao público o acesso gratuito a filmes de qualidade, com especial destaque para o cinema paranaense. Seis mostras de longas e curtas-metragens oferecem uma seleção de obras representativas da diversidade temática e estética do cinema brasileiro contemporâneo, incluindo filmes premiados aqui e no exterior.

MOSTRA COMPETITIVA

De 3 a 6 de dezembro no drive-in do Festival na Lapa
Local: Associação Recreativa Seara (antiga JBS) 
Sessões às 20h - Reservas de lugares somente pelo site www.festivalcinemalapa.com.br

03/12 (quinta-feira)

TRÊS VERÕES - direção de Sandra Kogut

 

Edgar e Marta formam um rico casal que, em todo verão, entre o Natal e o Ano Novo, recebe amigos e família para festas em sua mansão à beira-mar. Quem organiza a casa e gerencia os empregados é Madalena, que sem querer se envolve em negócios escusos da família dos patrões. 

 
*Classificação indicativa: 12 anos 

 
04/12 (sexta-feira) 

VOU NADAR ATÉ VOCÊ - direção de Klaus Mitteldorf 

A jovem fotógrafa Ophelia acredita ter descoberto quem é seu pai e sai de Santos, a nado, rumo a Ubatuba, onde espera encontrá-lo. Antes de partir, ela envia uma carta avisando que está a caminho. 



*Classificação indicativa: 16 anos 

 
05/12 (sábado)  

OS ESPETACULARES - direção de André Pellenz

Um comediante stand up precisa entrar em uma competição para escapar da prisão e salvar seu bolso. Nessa trajetória inusitada, terá como companhia uma nerd, um sonhador e um lunático.




*Classificação indicativa: 12 anos 

 
06/12 (domingo)  

LAMENTO - direção de Diego Lopes e Claudio Bitencourt


Elder é o dono de um hotel que herdou de seu pai e levou o negócio da família a falência. Enfrentando as consequências de uma vida de excessos, ele vive o período mais difícil de sua vida, atingindo seu limite emocional e sem perspectiva de como continuar.

*Classificação indicativa: 16 anos


MOSTRA INFORMATIVA- Cine Passeio em Curitiba

De 3 a 9 de dezembro no site do Cine Passeio
A Mostra Informativa desta edição é composta por filmes do catálogo da Olhar Distribuição. Uma das mais importantes distribuidoras de filmes da região sul, a Olhar é sediada em Curitiba. O Festival de Cinema da Lapa vai homenageá-la com um Diploma de Mérito, em reconhecimento ao seu trabalho pela difusão do cinema independente brasileiro e também por possibilitar a distribuição nacional e internacional de filmes paranaenses.

Texto de apresentação da distribuidora: 
"Vários mundos, diferentes olhares! 
A Olhar Distribuição nasce do desejo de buscar a pluralidade de experiências, de visões de mundo e de mostrar a diversidade que existe no contexto em que vivemos. 
Cada filme tem um universo próprio, repleto de cores, texturas, sorrisos, dilemas e cultura. 
O que move a Olhar é transpor as fronteiras que limitam os mundos ficcionais ou reais, levar os filmes a outros olhares, com realidades distintas, a fim de sensibilizar e provocar a reflexão." 
"Com o propósito de promover filmes que dialogam com a contemporaneidade, entendemos que o momento é o de olharmos, também, para a multiplicidade de realidades e narrativas."


NÓIS POR NÓIS - direção de Aly Muritiba e Jandir Santin 

O baile rola solto e enquanto o RAP ecoa das caixas de som quatro amigos vagam pela pista com objetivos bem distintos. O que eles não sabem é que seus destinos estarão selados para sempre após esta noite. 
*Classificação indicativa: 16 anos


ZONA ÁRIDA - direção de Fernanda Pessoa

Em 2001, a diretora brasileira Fernanda Pessoa, aos 15 anos, vive a experiência de ser uma aluna de intercâmbio por um ano em Mesa, no Arizona, considerada a cidade mais conservadora dos EUA. 15 anos depois – e dois meses antes da eleição de Donald Trump – ela retorna para tentar entender sua experiência lá e as ideias conservadoras em relação a temas como a fronteira mexicana, o estilo de vida country, a religiosidade e o patriotismo.  
*Classificação indicativa: 12 anos


MEU NOME É DANIEL - direção de Daniel Gonçalves

Primeiro longa-metragem brasileiro dirigido por uma pessoa com deficiência, “Meu Nome é Daniel” é um documentário em primeira pessoa. Nele, Daniel Gonçalves, jovem cineasta carioca que nasceu com uma deficiência que nenhum médico foi capaz de diagnosticar, percorre o caminho de sua vida para tentar compreender sua condição.
*Classificação indicativa: 12 anos



ALICE JUNIOR - direção de Gil Baroni


Alice Júnior é uma YouTuber trans cercada de liberdades e mimos. Depois de se mudar com o pai para uma pequena cidade onde a escola parece ter parado no tempo, a jovem precisa sobreviver ao ensino médio e ao preconceito para conquistar seu maior desejo: dar o primeiro beijo.
*Classificação indicativa: 14 anos


MOSTRA RESGATE - Cine Passeio em Curitiba


De 3 a 9 de dezembro no site do Cine Passeio

A DESILUSÃO EM VHS – O CINEMA EXPERIMENTAL DE TIOMKIM
 

Produção e direção: Tiomkim 

Restauração digital: Matheus de La Palm.

*Classificação indicativa: 14 anos


Mostra de curtas-metragens premiados realizados pelo diretor e produtor audiovisual Tiomkim, um dos pioneiros nas áreas do cinema experimental e da videoarte no Paraná. Vão ser exibidos pela primeira vez em quase três décadas trabalhos do inicio de sua carreira, produzidos na bitola VHS e restaurados em formato digital.

Depoimento de Tiomkim:
"Com o surgimento do vídeo doméstico VHS nos anos 80 comecei a produzir exercícios audiovisuais com uma câmera nessa bitola, emprestada pelo jornalista Aramis Millarch. Nessa época era um equipamento caro, mas resolvia as dificuldades básicas de realização. Numa época em que produzir em película tinha um alto custo, com o vídeo era possível criar alguns trabalhos experimentais, apesar da qualidade inferior de imagem. Eu seguia os passos de meus ídolos do cinema experimental, como Maya Deren, Norman McLaren, Kenneth Anger e Jonas Mekas. E ainda tinha um manual que me acompanhava que era o livro "Uma Introdução ao Cinema Underground", de Sheldon Renan. Meu maior prazer era sair nas ruas de Curitiba e convencer os amigos a posarem para a câmera VHS."

CINEMASCORPOS (1989)
Performances com atores e não atores em espaços alternativos de Curitiba. Co-direção de Antonio D’Alves. Com Claudia Singer, Sonia Chagas, Robert Ianke, Luiz Augusto Loureiro, Pierre Cabral, Fabio Guimarães , Eliane Karas, Tatiana Rodrigues e Gesner Oliveira.
Menção Honrosa no 7º Festival Videobrasil (1989, SP) ​

IMAGENS EM FUGA (1990)

Colagem de imagens produzidas em VHS e inspiradas pelos filmes de Jonas Mekas e Maya Deren.

CENAS DE UM SONHO SELVAGEM (1991)
Homenagem ao cineasta Kenneth Anger. Com Silvio Kaviski.

Prêmio de Melhor Edição no II Festival Nacional de Vídeo de Vitória (1991, ES) Prêmio de Melhor Videoarte no Salão Curitiba VII (1991, PR)



MOSTRA COMPETITIVA CELULAPA - Cine Passeio em Curitiba

De 3 a 9 de dezembro no site do Cine Passeio

O concurso “CELULAPA - Prêmio FAEL de Curta no Celular” tem como objetivo incentivar o uso de meios tecnológicos para produção de curtas-metragens através de aparelhos celulares, estimulando a criatividade mesclada com a tecnologia. Dez filmes selecionados serão exibidos na Mostra e dentre esses três receberão premiação em dinheiro.
(Programação no site www.festivalcinemalapa.com.br)


MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS INFANTIS - Cine Passeio em Curitiba

De 3 a 9 de dezembro no site do Cine Passeio
(Programação no site www.festivalcinemalapa.com.br)
 
 

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS PARANAENSES - Cine Passeio em Curitiba

De 3 a 9 de dezembro no site do Cine Passeio
(Programação no site www.festivalcinemalapa.com.br)

 

 PARTICIPEM!!!


 

Premiados durante o 12º Festival de Cinema da Lapa


Foi um grande sucesso o 12º Festival de Cinema da Lapa. Confira a lista completa de premiados:

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS
Melhor Filme Júri Oficial - Nóis Por Nóis


Melhor Filme Júri Popular - Maria do Caritó

Melhor Diretor - Aly Muritiba e Jandir Santin por Nóis Por Nóis


Melhor Ator - Daniel Rocha por Eu Sou Brasileiro


Melhor Atriz - Lilia Cabral por Maria do Caritó

Melhor Atriz Coadjuvante - Kelzy Ecard por Maria do Caritó
Melhor Ator Coadjuvante - Anselmo Vasconcellos por O Amor Dá Trabalho

Melhor Roteiro - Alessandro Barros por Eu Sou Brasileiro
Melhor Fotografia - André Horta por Maria do Caritó
Melhor Montagem - João Menna Barreto por Nóis Por Nóis
Melhor Direção de Arte - Sergio Silveira por Maria do Caritó
Melhor Som - Fernando Henna e Daniel Turini por O Amor Dá Trabalho
Melhor Trilha Sonora - Sacha Amback por Maria do Caritó
Prêmio Especial do Júri - Mauricio Baggio pela qualidade de seu trabalho fotográfico em Nóis Por Nóis




MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS INFANTIS
Melhor Filme Júri Oficial - Vivi Lobo e o Quarto Mágico e Bicho do Mato
Melhor Filme Júri Popular - O Véu de Amani
Menção Especial do Júri - Parabéns a Você.

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS PARANAENSES PREMIADOS
Melhor Filme Júri Oficial - A Primavera de Fernanda
Melhor Filme Júri Popular - Apneia
Menção Especial do Júri - Megg - A Margem que Migra Para o Centro

MOSTRA CELULAPA

1º Lugar - Conectados



2º Lugar - Pertencimento

3º Lugar - Vós Compartilhai

Acompanhe como foram os 4 dias de Festival de Cinema assistindo o nosso Cine Jornal

12º Festival de Cinema da Lapa

MINISTÉRIO DA CIDADANIA APRESENTA:
O Festival de Cinema da Lapa realizado anualmente na Histórica Cidade da Lapa com objetivo de promover a arte e a cultura com filmes curtas e longas metragens, documentários e paralelo com a realização de Oficinas de Produção de Áudio Visual. 

De 07 a 10 de novembro de 2019
Dia 07.11 - 19 horas abertura oficial
Dia 10.11 - Encerramento com premiações
Não Percam! Entrada Franca!




Realização: Ministério da Cidadania - Governo Federal
Instituto Histórico e Cultural da Lapa e Instituto Borges da Silveira
Coordenação Geral: Maria Inês Borges da Silveira
Curadoria: Fernando Severo
Curadoria das oficinas: Solange Stecz
Produção: Labirinto Produções e Santa Barbara Produções
Patrocínios: Governo do Estado do Paraná – Sanepar – Copel - Caminhos do Paraná – Potencial Petróleo - BRDE
Apoios: Fecomércio-SESC – Prefeitura Municipal da Lapa através da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura e Secretaria de Educação – Secretaria de Comunicação e Cultura Estadual e FAEL- Faculdade Educacional da Lapa
Spa Lapinha – Confeitaria Zeni – Imprensa local: Radio Legendária – Jornal Tribuna Regional – Jornal Industria e Comércio de Curitiba e imprensa escrita e falada em geral.
Oficinas de Cinema: Participação do Colégio Padre Feijó da Colônia Johannesdorf e das Escolas Municipais Professor Urban e João Paulo ll - Município Campo do Tenente - Paraná

PROGRAMAÇÃO:     
07 DE NOVEMBRO
(Quinta-Feira) 
LOCAL: TENDA DO FESTIVAL
8h30
Longa-Metragem Infantil (Sessão 1)
Classificação Indicativa: Livre
 
TURMA DA MÔNICA: LAÇOS - direção de Daniel Rezende
Sinopse: O Floquinho desaparece. Para encontrar seu cachorro de estimação, Cebolinha conta com os amigos Cascão, Mônica e Magali e, claro, um plano infalível.

14h
Mostra Especial de Animação Infantil
*Classificação Indicativa: Livre
ETELVITO NO MUNDO DOS GEEKS – NAS ONDAS DO RÁDIO - direção de Lane Alves
Sinopse: Etelvito e os Geeks se reúnem na cabana do Nito e o encontram tentando consertar um rádio antigo. Por curiosidade resolvem entender melhor como funcionam as ondas do rádio. Durante a aventura, Eteldiva atrapalha a experiência interrompendo a emissão das ondas e a turma chega sem querer no ano de 1887 e conhecem uma pessoa muito importante.

SONHOS DE ISAH – O BAÚ DO PAPAI - direção de João Ricardo Costa
Sinopse: Preparados para uma viagem no tempo? Embarque nesse baú de aventuras junto com Isah e seu Pai! Além dos seus brinquedos favoritos: a dinossaura Dinorah e o robô Robobo, seja testemunha de acontecimentos que irão estimular o debate sobre as regras familiares desde a década de 40 aos dias atuais.
Faça parte dessa aventura e participe da evolução na igualdade familiar. 

BREVES TROCAS - direção de Guilherme Munhoz, Daniela Britto, Larissa Alveno e Joyce Matias
Sinopse: Penumbra, um cachorro hiperativo e brincalhão, tenta se aproximar da gata Elvira, que não lhe dá bola. Frustrado, Penumbra usa o livro de magias de dono para transformar a gata em cachorro, para que eles possam se divertir juntos.

 

A BOLONA DE PELO ABANDONADA - direção de Almir Correa

Sinopse: Baixinho encontra uma bolona de pelo abandonada e a leva pra casa, tentando convencer o primo Bum a ficar com ela. Episódio da Terceira Temporada da série de animação “Carrapatos e Catapultas”.

OS SEGREDOS DO RIO GRANDE - direção de Analúcia Godoi

Sinopse: Com suas águas cristalinas, o rio Grande nos traz segredos, belezas e também benefícios. É preciso mantê-lo limpo, sem lixo, cuidar das nascentes e preservar as matas ciliares para que toda essa riqueza se mantenha por mais muitos anos. Esses são alguns dos temas abordados no filme, que mostra que a preservação do meio ambiente começa com pequenas atitudes.

15h
Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Infantis (Sessão 1)
*Classificação Indicativa: 12 anos 
O VÉU DE AMANI - direção de Renata Diniz
Sinopse: Amani é uma garotinha paquistanesa que mora no Brasil. Ao mudar de casa, a menina muçulmana recebe um presente inesperado da sua nova amiga brasileira.

PARABÉNS A VOCÊ - direção de Andréia Kaláboa
Sinopse: Yiúlia, 08 anos, vive com os pais agricultores em uma colônia de descendentes de ucranianos. A menina sonha em ganhar sua primeira festa de aniversário com um bolo bonito e decorado, porém a família não costuma comemorar as datas de aniversário e passa por dificuldades financeiras.

UM BEIJO PARA SOFIA - direção de Caleb Jangrossi
Sinopse: Sofia é uma criança soropositiva, que com ajuda de sua mãe e o apoio de seu melhor amigo Davi, precisará enfrentar problemas nunca confrontados em sua infância. Entre medicações e unicórnios ela descobrirá uma amizade transformadora.

14h
I SEMINÁRIO ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO EDUCACIONAL 
Local: Auditório FAEL
Cerimonial : Claudio Ney Goslar
Composição da Mesa:
-  FAEL: Direção Acadêmica e Comitê de Acessibilidade
Festival de Cinema da Lapa:  Maria Inês Borges da Silveira (coordenação geral), Fernando Severo ( curador), Solange Stecks ( coordenadora das oficinas)
Instituto Borges da Silveira: Valéria Borges da Silveira (presidente)
Instituto Histórico e Cultural da Lapa: Cassio Carneiro (presidente)
Prefeitura Municipal da Lapa

- Apresentação Musical: Lucas Cadmiel Soares Prestes  Rodrigues (pedagogo, palestrante, cantor e músico)
- AberturaObjetivos do Comitê de Acessibilidade da  FAEL -  Maristela Cristina Metz (psicopedagoga e presidente do  Comitê de Acessibilidade da FAEL)
- Palestra 1: Recursos Tecnológicos na Inclusão - Lucas Cadmiel Soares Prestes Rodrigues (pedagogo)
- Palestra 2: Acessibilidade no Audiovisual -  Cristiane Lemos (produtora cultural e cineasta)
- Palestra 3Políticas da Educação Especial no Paraná - Carlos  Eduardo Frederico (Professor, coordenador do Curso de Educação Especial da FAEL) 
- Mostra de artigos acadêmicos
Promoção: Comitê de Acessibilidade, Centro de Atendimento Psicopedagógico ao Aluno, Curso de Educação Especial e Setor de Responsabilidade Social da FAEL em parceria com o Festival de Cinema da Lapa, Instituto Histórico e Cultural da Lapa, Instituto Borges da Silveira e Prefeitura Municipal da Lapa.


17h30
Abertura da exposição "O Cinema no Olhar"
De: 07 a 17 de novembro de 2019
Local: Museu da Moda Ney Souza/Memorial Ney Braga  
Entrada Franca
Museu da Moda Ney Souza apresenta exposição fotográfica de cinema 
O Museu da Moda Ney Souza apresenta de 07 a 17 de novembro de 2019  a mostra fotográfica " O Cinema no Olhar". São 15 painéis que prestam uma homenagem ao cinema, com recriações autorais de fotógrafos paranaenses, com produção de Tiomkim e curadoria de Gefferson Vaz. A exposição faz parte do acervo do MIS-Museu da Imagem e do Som do Paraná, numa parceria com a décima segunda edição do Festival de Cinema da Lapa. A mostra traz uma liberdade poética de filmes clássicos como "A Doce Vida" (1960), de Federico Fellini, que completa em fevereiro de 2020, 60 anos de sua produção. Apresenta também uma releitura do filme paranaense "A Loira Fantasma" (1989), de Fernanda Morini, do filme "Crepúsculo dos Deuses", no olhar do fotógrafo Matheus de La Palm, da comédia romântica "Bonequinha de Luxo", do policial "Bullitt", ambos na visão do fotógrafo Pedro Nossol, entre outros. No local da exposição também estarão expostos  uma série de figurinos criados pelo estilista Ney Souza, que registra a moda dos últimos 500 anos no Brasil.
Serviço:
Museu da Moda Ney Souza apresenta Mostra Fotográfica  "O Cinema no Olhar"

Exposição Fotográfica nas lentes de Pedro Nossol, Ricardo Garcia, Matheus de La Palm, Marcelo Dallegrave, Tiomkim, Arthur Nauffall, Gus Benke, Daniel Corrêa e Karin Van der Broocke.
Acervo do MIS-PR
Produção: Tiomkim
Curadoria: Gefferson Vaz

20h 
CERIMÔNIA DE ABERTURA
LOCAL: TENDA DO FESTIVAL
Show da banda Cinese

Entrega de Diploma de mérito ao ator Licurgo Spínola



Convidado: ator Anselmo Vasconcelos ( aguardando confirmação de agenda)

Mostra de Filmes das Oficinas de Audiovisual da Lapa 
Coordenação de Solange Straube Stecz 
ALDEIA DE JOÃO 
Realização: Alunos da Escola Municipal do Campo Padre Feijó - Colônia Johannesdorf (Lapa PR)

BRINCANDO DE BRINCAR 
Realização: Alunos da Escola Municipal João Paulo ll e Escola Municipal Professor Gunther Urban (Campo do Tenente/PR) 
*Classificação Indicativa: Livre

Mostra Competitiva de Longas-Metragens 1 
*Classificação Indicativa: 12 anos 
O AMOR DÁ TRABALHO - direção de Alê McHaddo
Sinopse: O malandro Ancelmo morre e fica preso no limbo. Para garantir seu lugar no céu, ele precisa praticar uma boa ação e bancar o cupido.


08 DE NOVEMBRO
(Sexta-Feira) 
LOCAL: TENDA DO FESTIVAL
8h30
Sessão Infantil 
*Classificação Indicativa: Livre 
TURMA DA MÔNICA: LAÇOS - direção de Daniel Rezende
Sinopse: O Floquinho desaparece. Para encontrar seu cachorro de estimação, Cebolinha conta com os amigos Cascão, Mônica e Magali e, claro, um plano infalível.

14h
Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Infantis (Sessão 2) 
*Classificação Indicativa: Livre
O MALABARISTA - direção de Iuri Moreno
Sinopse: Animação sobre o cotidiano dos malabaristas de rua, que colorem a rotina monótona das grandes cidades.

BICHO DO MATO - direção de Juliana Sanson
Sinopse: Jussara e sua família perdem tudo o que tinham quando suas terras são atingidas por chuvas intensas e violentas. Sem ter onde viver, eles deixam o campo para morar na cidade grande, uma mudança que trará muitas dificuldades para todos, em especial para Jussara que precisará se adaptar a um mundo diferente do que ela conhecia.

QUANDO A CHUVA VEM? - direção de Jefferson Batista
Sinopse: A seca que assolou o nordeste do Brasil entre os anos de 1979 e 1985, marcou para sempre a vida da população sertaneja do estado de Pernambuco, o grande período sem chuva levou a população a um quadro de pobreza e abandono, em uma das poucas famílias que resistiram crescia uma criança sem ver ou sentir a beleza da chuva.

VIVI LOBO E O QUARTO MÁGICO - direção de Isabelle Santos e Edu MZ Camargo
Sinopse: Muito prazer! Meu nome é Vivi Lobo. Essa história é sobre as portas que devemos abrir ao longo da vida, enquanto humanos, enquanto meninas.

20h 
Pocket-show de Daniel Del Sarto 

Presença dos atores Daniel Rocha e Marcelo Argenta 



Entrega de Diploma de Mérito para o diretor de fotografia Maurício Baggio
 
Mostra Competitiva de Longas-Metragens 2 
*Classificação Indicativa: 10 anos 
EU SOU BRASILEIRO direção de Alessandro Barros
Sinopse: Léo passou a sua vida inteira tentando se tornar um jogador de futebol famoso e bem-sucedido, mas nunca teve sucesso. Na intenção de dar a volta por cima, ele arrisca uma última grande chance.


09 DE NOVEMBRO
(Sábado) 
LOCAL: TENDA DO FESTIVAL
10h 
 Sessão Acessibilidade 
Filme com áudio-descrição 
*Classificação Indicativa: 12 anos 

MARIA DO CARITÓ - direção de João Paulo Jabur
Sinopse: Cansada da vida solitária que leva, Maria sonha em encontrar um verdadeiro amor. Prometida pelo pai para ser entregue virgem a São Djalminha, um santo de quem ninguém nunca ouviu falar, só mesmo um milagre poderia ajudar.

11h
Abertura da exposição "Projeções Através do Tempo" 
Acervo do colecionador Orlando Gonçalves
Local: Teatro São João
Entrega da Comenda Tropeiro da Lapa para o Dr. Luiz Lauro Lacks 

14h
Mostra Filmados na Lapa 
*Classificação Indicativa: Livre 
EU SEI (KILLER JACK)  - direção de Julia Favaro
Sinopse:  A percepção das escolhas e dos caminhos que cada um de nós percorre. É um questionamento sobre o que queremos deixar eternizados no concreto, como as pessoas, os lugares e as cicatrizes que nos marcaram como aprendizado e quais as coisas que a gente quer deixar escrito na areia, para logo se apagarem ou serem levadas pelo vento. 

SOBRE SOLIDÃO, DESAPEGO E SAUDADE - direção de Julia Favaro
Sinopse: Saudade, sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa, uma coisa ou um lugar, ou à ausência de experiências prazerosas já vividas.

A MARAVILHA DO SÉCULO - direção de Márcia Paraíso
Sinopse: “Profeta”, “monge” ou “São João Maria” é como é conhecido no sul do Brasil o italiano Giovanni Maria de Agostini, que saiu da Europa no século 19 para cruzar o continente americano, intitulando-se “eremita solitário”. Por muitos lugares por onde passou, incluindo a Lapa, deixou uma tradição de fé que resiste até os dias de hoje.

16h
Mostra Competitiva de Longas-Metragens 3 
*Classificação Indicativa: 14 anos 
NÓIS POR NÓIS - direção de Jandir Santin e Aly Muritiba
Sinopse: O Baile rola solto e enquanto o rap ecoa das caixas de som, quatro amigos vagam pela pista com objetivos bem distintos. O que eles não sabem é que seus destinos estarão selados para sempre após esta noite.

*Após a exibição do filme vai acontecer um debate com o diretor, elenco, equipe técnica e o público.

20h

Entrega do Troféu Tropeiro para Lília Cabral


Mostra Competitiva de Longas-Metragens 4 
*Classificação Indicativa: 12 anos
MARIA DO CARITÓ - direção de João Paulo Jabur
Sinopse: Cansada da vida solitária que leva, Maria sonha em encontrar um verdadeiro amor. Prometida pelo pai para ser entregue virgem a São Djalminha, um santo de quem ninguém nunca ouviu falar, só mesmo um milagre poderia ajudar.


10 DE NOVEMBRO
(Domingo)
 LOCAL: TENDA DO FESTIVAL
15h
Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Paranaenses 
*Classificação Indicativa: 14 anos
APNEIA - direção de Carol Sakura e Walkir Fernandes 
Sinopse: Muriel não sabia nadar, tinha tanto medo. Um medo que ecoava a distância de sua mãe e trazia à tona os pavores e monstros da infância. Mergulhada em si mesma, ela busca agora a voz e o ar que sempre lhe faltou como menina e mulher.

A RUA MUDA - direção de Eduardo Colgan
Sinopse: O filme aborda a violência policial crescente nas grandes cidades, acompanhando o cotidiano de um pequeno grupo de jovens que ocupam espaços públicos em momentos de lazer. A imobilidade desses jovens, seja por medo, acomodação e até mesmo privilégios, os impede de adotar posturas que buscam transformar essa realidade.

MEGG – A MARGEM QUE MIGRA PARA O CENTRO - direção de Larissa Nepomuceno e Eduardo Sanches
SinopseMegg Rayara derrubou barreiras para chegar onde chegou. Para ela, seu diploma é um marco importante de uma luta não só pessoal mas, sim, coletiva. Pela primeira vez no Brasil, uma travesti negra conquista o título de Doutora. É a margem que migra para o centro, levando toda sua história consigo.

OS HERDEIROS - direção de Adriel Nizer
Sinopse: Vicente, um garoto de 14 anos, parte pelo subúrbio de sua cidade para encontrar uma pessoa e fazer a seu recém falecido pai um último e inesperado favor.

PRIMAVERA DE FERNANDA - direção de Débora Zanatta e Estevan de la Fuente
Sinopse: Abre-se, na vida de Fernanda, uma possibilidade de reconstrução da sua própria imagem. E isso acontece a partir de uma oferta de emprego que reativa nela toda a relação de afeto que havia sido construída com sua mãe, durante a infância. Mas Fernanda, que está sempre precisando negociar sua identidade com o mundo externo, irá passar por mais um teste.

VALE DA LUA - O MITO DE ANHANGÁ - direção de Danilo Custódio
Sinopse: Num mundo onde a realidade e o fantástico se misturam, um pequeno grupo de garimpeiros é atacado por Anhangá, um ser mitológico que protege as matas. Assustados, buscam ajuda de uma velha misteriosa.

17h
Mostra CELULAPA - Concurso FAEL de Filmes no Celular 
19h
CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO

Entrega de Diploma de Mérito para o exibidor Milton Durski
Premiação da Mostra CELULAPA - Concurso FAEL de Filmes no Celular 
Premiação da Mostra Competitiva do 12º Festival de Cinema da Lapa - entrega do Troféu Tropeiro

Presença da atrizes Arlete Salles e  Lilia Cabral, cineastas, diretores e produtores.

Presença do ator Júlio Rocha

20h
Sessão Avant-Première 
Classificação Indicativa: a definir
AMIGAS DE SORTE - direção de Homero Olivetto
Sinopse: Quando, depois de 50 anos jogando na Mega Sena sem sucesso, três amigas ganham o suficiente para arrumar suas vidas e encontram pela primeira vez a oportunidade de viver sem se dedicar somente aos outros. Escondem o prêmio de seus maridos para aproveitar um pouco só para elas.


 Participem!